CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Diàrio Recôndito e Poesia
O Jornal das Palavras - Fundado em 10/10/2017.
Meu Diário
04/02/2018 00h00
CARTAS NO TEMPO - Mares de Amor

 


Por Ricardo Oliveira - oliveirapoeta.oliveira@gmail.com


 

CARTAS NO TEMPO: Mares de Amor 


 

 

Aos amigos leitores:

Estou liberto dos pesadelos,

De um dia não mais te ver.

E ponho acima de tudo!

Meus sentimentos em ti.

Agora posso voar!

Como um pássaro...

Sente-se em liberdade,

Caminhando sobre o ar.

Percebo em mim mesmo,

Algo que vem a mudar.

Mudar minha história,

Pra viver contigo ao luar.

Verdade seja dita:

Nada sou sem tuas melodias.

Nem ouvi-la no infinito,

Estando fora de teu anseio de amar.

E juro ao vento,

As lembranças de nós dois.

Para navegarmos sem medo,

Nos mares, feito do mais puro amor.

 

“O mundo é grande e cabe nesta janela sobre o mar. O mar é grande e cabe na cama e no colchão de amar. O amor é grande e cabe no breve espaço de beijar”.

 

Carlos Drummond de Andrade


Coluna escrita as Terças e Domingos.

www.cartasnotempo.blogspot.com.br


Publicado por Diário Recôndito e Poesia em 04/02/2018 às 00h00
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.