CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Diàrio Recôndito e Poesia
O Jornal das Palavras - Fundado em 10/10/2017.
Meu Diário
13/02/2018 00h00
CARTA NO TEMPO: Andorinha poética


E-mail: oliveirapoeta.oliveira@gmail.com


Andorinha poética


 

CORDAS VOCAIS

Sinto-me atraído por tuas encantadoras CORDAS VOCAIS! O timbre com que a voz ecoa dentro de mim, é a razão para FORMAR na escrita os teus doces traços eloquentes. Quem sois? Sei bem com quem se pareces. E muito mais é o teu semblante deslumbrante por excelência.

E QUEM REALMENTE ÉS?

E quem realmente és? E para minha surpresa, te pareces com a ANDORINHA a voar de maneira livre e sem medo algum de descobrir as coisas novas da vida. Sim, vens a ser a tal POESIA, de tantos NOMES, de tantas BELEZAS, e com um jeito único de ser.

TUA RESPIRAÇÃO

Encosto-me em teu colo, e me vejo em teus braços, sempre que eu tento imaginar tua RESPIRAÇÃO em meio a NATUREZA. E o MAR me lança em suas ÁGUAS, manifestando na LUA o brilho de teus OLHOS em minha própria vontade de te ter uma vez mais.

RAIZES DO AMOR

Construo na mente os momentos em que entrastes na minha LOUCURA HUMANA, e se apropriastes dos TEMPOS vindouros. Este ano fui até a cidade de ANGELINA-SC e vi as raízes do AMOR. Uma concepção de quem nunca vai poder explicar tudo sobre este ato.

UM SEGREDO

Um SEGREDO revelado a respeito de como posso me colocar em teus passos sem ansiar pela DESCOBERTA das estrelas no céu. Tornar as coisas mais agradáveis, no qual possibilite correr o risco te amar nobre POEMA, pelos SONHOS mostrados por ti.

LÁGRIMAS DE PAZ

E assim, em DEVANEIOS, encontrar a FELICIDADE numa LÁGRIMA DE PAZ, ao invés de estar por incompleto nas madrugadas angustiantes de meus mistérios. Ao menos posso fechar minhas pálpebras e reconhecer tuas asas batendo, enquanto me deixo adormecer.


Coluna escrita as Terças e Domingos

www.cartasnotempo.blogspot.com

 

 


Publicado por Diário Recôndito e Poesia em 13/02/2018 às 00h00
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.