O Jornal das Palavras - Fundado em 10/10/2017.
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Meu Diário
12/03/2018 17h46
ROSEANI FAVERO: Decepção e Reação


Rosiane Favero - rosifavero@live.com


Decepção e Reação


Podemos dizer que, diariamente ficamos desestimulados ao ver tantas notícias negativas, não é assim? Seja no quesito política, saúde, segurança pública, educação; entre tantos outros. E certamente estamos fartos disso.

Por outro lado, estamos nos esforçando para preservar nossos empregos, produzir algo, empreender mesmo com todas as dificuldades, e ainda, procurar crescer! E o que acontece infelizmente, é que o crescimento do nosso país depende da economia, que está diretamente ligada às ações políticas. A intervenção do Estado é muito grande. Isso é positivo? Penso que não.

Trabalhamos muito para o nosso sustento, por melhores condições de vida em nosso país e obviamente precisamos de um retorno. Afinal, pagamos impostos, juros, taxas, enfim. É realmente decepcionante e desmotivador.

Contudo, a meu ver é exatamente essa discordância que nos permite avançar, questionar, e ainda, olhar a realidade de frente e progredir. A decepção é uma forma de frustração, e aprender a lidar com ela é uma habilidade essencial para conseguirmos conviver com as nossas emoções de forma prática.  E vou além; para que o crescimento aconteça, por incrível e absurda que a ideia possa parecer, a decepção precisa ser experimentada. Sim! Isso nos ajudará a desenvolver a capacidade de superar as decepções e funcionará como um processo de construção das habilidades de enfrentamento, para a concretização de algo maior e muito melhor. Portanto, aprendamos a encarar os percalços diários. Fácil? Não está para ninguém! Mas, sejamos nós, os promotores de pensamentos, ideias, conceitos e, posturas mais positivas e proativas! Não permitamos que as decepções nos paralisem. Elas são apenas “gás” para o nosso crescimento e desenvolvimento pessoal e profissional. Fácil? Repito, não é; mas, num momento ainda tão delicado para o nosso país, é interessante e ouso dizer, necessário que se faça isso. Agir mais! E que da nossa boca, só saiam palavras para edificar, construir; esclarecer, informar e motivar.

Seja você, a mudança que quer ver”

(By Rosiane Favero)


Coluna escrita as Segundas e Quartas.


Publicado por Diário Recôndito e Poesia em 12/03/2018 às 17h46
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Site do Escritor criado por Recanto das Letras