CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Diàrio Recôndito e Poesia
O Jornal das Palavras - Fundado em 10/10/2017.
Meu Diário
25/03/2018 09h39
CARTAS NO TEMPO - CANTA PÁSSARO


E-mail: oliveirapoeta.oliveira@gmail.com


CANTA PÁSSARO


 

SÓ TU ÉS A MANSIDÃO!

A LUZ NA ETERNA ESCURIDÃO.

 

O SONHO QUE CHEGA DE REPENTE!

UM VENTO IMPETUOSO E DIFERENTE.

 

AH! ANDORINHA!

TU VOAS BELISSIMAMENTE.

 

SÓ A TUA VOZ!

TRÁS PAZ AO MEU OLHAR.

 

QUANDO PERDIDO!

NÃO PUDE ME ENCONTRAR.

 

CANTA PÁSSARO!

QUE HOJE EU NÃO QUERO MAIS CHORAR.

 

PASSANDO O ALVORECER E O ENTARDECER!

BUSCANDO O SEU JEITO LINDO DE SE EXPRESSAR.

 

POR QUE ÉS UM IMENSO BARCO!

NO QUAL QUERO NAVEGAR.

 

TU ÉS A JÓIA RARA!

QUE TÃO PRÓXIMA SE DEIXA ENCONTRAR.

 

ESTONTEANTE BRILHO!

QUE NÃO DEVE SE APAGAR.

 

POR SERES UM CISNE!

QUE NADANDO PARECE BAILAR.

 

AH! SE A BRISA ME LEVASSE PARA LONGE DESTE LUGAR!

EU ME OBRIGARIA A TER QUE ME APRISIONAR.

 

PARA NÃO LEMBRAR VOCÊ.

MAIS AO MESMO TEMPO!

NÃO QUERO TE ESQUECER.

 

POIS TU ÉS OS MEUS ANSEIOS!

QUE SÓ FAZ – ME ENLOUQUECER.

 

UMA FERIDA NO MEU PEITO!

QUE DEVORA – ME AO ANOITECER.

 

COMO AGUENTAR?!

DIZ – ME SE HÁ OUTRO LUGAR?

 

ONDE EU POSSA ME LIVRAR!

DE BANHAR – ME NO SEU MAR.


Coluna escrita as Terças e Domingos.


Publicado por Diário Recôndito e Poesia em 25/03/2018 às 09h39
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.