CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Diàrio Recôndito e Poesia
O Jornal das Palavras - Fundado em 10/10/2017.
Textos

Os versos molhados - Por Ricardo Oliveira
Busco-te entre as estrelas,
E no mar que me banha.
Contento-me com o teu sorriso,
E o tempo nos levará...
Até o amanhecer e o toque
Fazer-te pra sempre viver.
O que eu faço, pra não perder
Os versos molhados do teu querer?
Como não me privar dessa luz
Que invade o meu ser?
Posso um dia amar você.
É raro ver meu coração,
Sentindo os apelos da alma.
Uma paixão a transformar o mundo,
E dá mais colorido ao meu tudo...
Meu telefone encontro uma imagem,
Que é a sua verdadeira identidade.
Então, como perceber que não
Irei conseguir sobreviver, sem tuas mãos.
Como as palavras ditas são suaves?
Por que andar sem se preocupar?
A cada movimento seu é uma lembrança,
Acordo esperando te ver...
No fundo dos teus olhos,
Enxergar um campo florido,
E beijar os lábios dos quais sonhei.

30/11/2017.
Diário Recôndito e Poesia
Enviado por Diário Recôndito e Poesia em 30/11/2017
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários